As estimativas foram realizadas pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e têm como base, dados dos principais bancos brasileiros e, levam como embasamento os aspectos econômicos puxados pelo mês de dezembro de 2020.

O saldo total da carteira de crédito deve mostrar expansão de 15,4%, este seria o maior crescimento desde 2012. Os dados serão consolidados em uma próxima amostra que foi divulgada pela Febraban no dia 28 de janeiro de 2021.

A carteira de crédito é o saldo final do período das operações de crédito contratadas no Sistema Financeiro Nacional. Este compilado inclui operações contratadas no segmento de crédito livre e no segmento de crédito direcionado.

Além dos dados mencionados, a estimativa da Febraban também considera como objetos de análise, a somatória de outras variáveis macroeconômicas que podem impactar o mercado de crédito do Brasil.

Para alguns especialistas da área econômica, quando há expansão do crédito, é possível que este efeito provoque uma redução na taxa de juros, o que possibilita um acesso mais barato ao crédito de maneira geral. Os dados finais da estimativa da Febraban serão divulgados no dia 28 de janeiro deste ano.

Camila Borges

Posted by Camila Borges

Deixe uma resposta