População luta para colocar comida na mesa mediante inflação elevada

Apesar de todos os problemas, o brasileiro é conhecido por ser um povo bastante resiliente. Essa característica tem sido mostrada na forma como a população tem lidado com o aumento dos preços, em quase todos os setores industriais. A luta por conquistar o básico já vem de anos, no entanto, nos anos pós pandemia a inflação se superou e cada dia mais a dificuldade e se ter uma vida digna fica clara em todo o país.

Não é de se estranhar que, em um país em que a inflação chegou a ser considerada a 4ª maior do mundo, a população lute para colocar comida na mesa. A situação é ainda mais delicada para os mais pobres, que sofrem para comprar alimentos considerados essenciais.

Porque isso está acontecendo

Segundo analistas, o aumento dos preços dos alimentos é um dos principais motivadores da inflação, assim como a crise política reforçada pela guerra entre Rússia e Ucrânia; a ruptura na cadeia global; a desvalorização do real, e a instabilidade econômica têm agravado ainda mais a situação.

Apesar dos esforços do governo para tentar conter a inflação, ou nem tanto esforço assim, o cenário econômico atual é bastante adverso no ano da eleição, já que as coisas não andam nada bem para o povo, que além de pagar quase R$ 8,00 na gasolina está vendo o leite escorrer pelos seus dedos, afinal com o preço também batendo na casa dos R$8 o que resta é ficar sem leite ou trabalhar dobrado para alimentar a família, visto que segundo o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o IPCA (Índice Nacional de Preços do Consumidor Amplo) acumulou alta de 11,73% em apenas 12 meses.

Enquanto isso, o brasileiro sofre vendo os empresários aumentando os preços dos produtos para se protegerem e o governo preocupado com as eleições.

Avatar

Posted by Jhonatan Simões

Deixe uma resposta