bancos digitais sao seguros

Bancos digitais. É mesmo seguro ter uma conta?

Nos últimos anos os bancos digitais têm conquistado a população brasileira e a aquisição por esse tipo de plataforma tem aumentado muito. Porém, nem sempre foi assim, como toda novidade disruptiva, os bancos digitais eram taxados como desconhecidos ou até mesmo fraudulentos. No entanto, com o crescimento tecnológico e com a internet entrando cada vez mais forte na vida das pessoas, os bancos digitais ganharam espaço e até mesmo exclusividade para alguns usuários, oferecendo serviços e praticidades que facilitam, e muito, a vida de quem os usa. Mas depois de todo esse tempo, os bancos digitais ainda são seguros?

Em um banco digital tudo que se faz é sem necessidade de ir a uma agência física, inclusive a abertura de conta e contratação de serviços. Ainda mais com a chegada do PIX, para transferências e pagamentos, o uso de dinheiro físico tem diminuído muito e também fez uma conexão exata com os bancos digitais, agora pode se fazer quase tudo com um celular com internet.

Como as plataformas bancárias digitais não têm agências, elas tendem a ser menos burocráticas, e também a cobrar menos taxas em comparação às instituições tradicionais. A grande verdade no que tange a segurança bancária é que tanto bancos físicos quanto digitais podem ter problemas. Mas na Era da Informação o que importa é o modo como cada instituição gerencia seus sistemas e como vê a gestão de risco, controles internos e a segurança da informação em si.

Para saber se um banco é seguro deve-se observar alguns aspectos: a ferramenta de reconhecimento facial, a criptografia que é um código que protege os dados do cliente. Tokens de segurança, são códigos gerados na hora da transação o que dificulta acessos fraudulentos. Também a autenticação via selfie e digital entram nos fatores que fazem as contas de bancos digitais serem mais seguras.

Além de tudo isso, os clientes também precisam fazer a sua parte. Criar senhas de acesso seguras, evitando datas e palavras fáceis. Entender que os bancos entram em contato apenas por canais oficiais da instituição e sempre ficar atento aos endereços e números de onde se recebe o contato. E o básico, não informar dados essenciais em plataformas diferentes das oficiais as dos bancos digitais. Por fim, utilizar softwares de antivírus é sempre válido para evitar fraudes, tanto no celular quanto em seu computador.

Procure bancos digitais conhecidos e que já possuem um nome a se zelar, o serviço é muito útil se utilizado de maneira consciente e segura!

Avatar

Posted by Jhonatan Simões

Deixe uma resposta